Se esta obra é de homens, se desfará, mas, se é do Altíssimo, não podereis desfazê-la. (Actos 5:38,39).


"Aquele que deseja conhecer a verdade, deve estar disposto a aceitar tudo o que ela revela. Não pode ter nenhuma transigência com o erro. Ser vacilante e morno para com a verdade, é preferir as trevas do erro e a ilusão satânica." O Desejado de Todas as Nações, (cap. O Sermão da Montanha) pág. 257.

Lê o artigo: "Novas Verdades", (http://1assimdizosenhor.blogspot.com/2011/02/novas-verdades.html
)

sábado, 2 de janeiro de 2016

Uma profecia curiosa

Qual não foi o meu espanto quando encontrei algo bastante interessante numa tradução francesa da Bíblia que trouxe de Collonges-Sous-Salève!




Na tradução NBS, "La Nouvelle Bible Segond", edição de estudo, na qual participaram alguns adventistas do sétimo dia, entre os quais Jean-Claude Verrecchia, professor de teologia, na equipa de redação, encontrei na pág. 1770 o seguinte texto:

"Il y a également eu des temples israélites hors du pays d'Israël, notamment en Egypte. Ainsi, on a retrouvé à Eléphantine, une île du Nil au sud de l'Egypte, à la frontière de la Nubie, des écrits en araméen indiquant que des exilés juifs (cf. Jr. 44.1), probablement une garnison des mercenaires affectés au poste-frontière, avaient construit au Ve siècle av. J.-C. un temple de Yaho (=YHWH, Ex. 3.15n; cf. Es. 19.19) qui a été détruit vers 410 av. J.-C. par la population locale."

Traduzido temos então:

"Houve igualmente templos israelitas fora do país de Israel, especificamente no Egipto. Assim, foram encontrados em Elefantina, uma ilha do Nilo no sul do Egipto, na fronteira com a Nubia, escritos em aramaico indicando que judeus exilados (cf. Jr. 44.1), provavelmente uma guarnição de mercenários designados para o posto fronteiriço, tinham construído no V século a.c. um templo de Yaho (=YHWH, Ex. 3:15n;cf. Is. 19:19) que foi destruído por volta de 410 a.c. pela população local."

Ora temos aqui uma explicação, válida, creio eu, para a profecia de Is. 19:19:

"Naquele tempo o SENHOR terá um altar no meio da terra do Egipto, e uma coluna se erigirá ao SENHOR, junto da sua fronteira."

Existe muito material na internet acerca deste assunto, no entanto apenas quero fixar-me no facto deste templo israelita ser um templo de Yaho ou Yahu, dependentemente de quem faz a transliteração. 

Seguidamente apresento uma das frases que encontrei acerca deste tema, e que me parece  interessante: 

"El autor explica que los Judios establecidos en Elefantina, Egipto, adoraban "al Dios nacional, a qui en ellos llaman Ya'u". Explica que El Templo de Elefantina no fue meramente una sinagoga o una simple casa de réunion,  sino una construction de considérable dignidade,  com un altar en el cual los sacrifícios quemados eran oferecidos al Dios Yahu, (IAO)." Gamaliel Estudillo Rodriguez, Los Enigmas Y Profundidades de la Verdad En La Bíblia, pág. 24, 2011. Ver:livro

Quanto a mim mais uma sólida prova a favor do nome Yahuh! 



domingo, 6 de dezembro de 2015

Amish, um povo que faz ver aos adventistas do sétimo dia

Os Amish são um povo de preservação de valores morais e de princípios.
São descendentes de reformadores que há cerca de 300 anos emigraram da Suíça e Alemanha em busca de liberdade. Se bem que desconhecem muitas verdades bíblicas, mantiveram-se firmes em suas convicções até ao dia de hoje.
A modéstia em seu vestuário é uma verdadeira repreensão aos adventistas do sétimo dia, os quais não demonstram nenhuma diferença de vestuário com o mundo.



Os Amish, que actualmente vivem nos Estados Unidos, Canadá, e outros lugares do mundo, são descendentes de reformadores que há cerca de 300 anos emigraram da Suíça e Alemanha em busca de liberdade. Se bem que desconhecem muitas verdades bíblicas, mantiveram-se firmes em suas convicções até ao dia de hoje.

A modéstia em seu vestuário é uma verdadeira repreensão aos adventistas do sétimo dia, os quais não demonstram nenhuma diferença de vestuário com o mundo. Mulheres ou homens semi-nus não serão vistos entre os Amish. Bikinis, ou fatos de banho de praia, calças apertadinhas, mini-saias, decotes largos, não são utilizados. As mulheres são muito práticas, modestas, e inteligentes em seu vestuário.

Por outro lado, os suspensórios, ou as jardineiras que utilizam os homens, demonstram maior inteligência em termos de saúde e trabalho, que as tradicionais calças, que apertam as barrigas dos adventistas, e negam a reforma da saúde apresentada por Ellen White.

Os Amish são na verdade, um povo de preservação de valores morais e de princípios. As crianças não frequentam as escolas públicas mas unicamente as suas próprias escolas, onde a Bíblia é a base. Estudam apenas o necessário, como preparação à vida prática,  e desde a meninice,  são preparados para o trabalho prático,  de preferência a agricultura.

Na verdade guardam o mandamento dado em Génesis 2:15  melhor que o professo povo adventista:

" E tomou o SENHOR Deus o homem, e o pôs no jardim do Éden para o lavrar e o guardar."

A grande maioria dos Adventistas vivem na cidade, e mesmo os que vivem no campo muitos não cultivam a terra. Parecem ter vergonha de serem agricultores, e olham com desdém e desprezo os jovens que o fazem, como se fosse um trabalho para quem não sabe fazer mais nada. Além disso, não sabem cultivar a terra e dela viver e retirar o devido proveito, de uma forma excelente e inteligente. 

Os Amish em 1975, ou seja há 40 anos atrás,  mesmo cultivando só com cavalos ou mulas, e alguma maquinaria, estavam mais avançados que muitos paises da actualidade em termos de produção agrícola. Só pelo facto de não utilizarem tratores e outras máquinas (geralmente) mas animais, no cultivo da terra, demonstram bem que guardam a terra e a protegem, e são verdadeiros ecologistas. 

Não utilizam televisão, computadores, etc., como medida de precaução à iniquidade do mundo em geral. A preservação da família é muito importante para os Amish, onde não existem registos de divórcios.

São na verdade um povo que dão um testemunho inteligente e poderoso. Lamentavelmente, desconhecem algumas verdades, e aqueles que supostamente seriam os depositários da verdade, dão um testemunho tão incoerente, que certamente não os atrai muito. No entanto muitos estão abertos ao conhecimento das Escrituras Sagradas, como foi o caso de uma família amish, Andy e Naomi, que se tornaram adventistas do sétimo dia, ver:
familia amish se torna adventista
Ver também:
The Amish: A People of Preservation
The Amish - How They Survive [documentary]
Amish, a secret life
amish - facebook


sexta-feira, 27 de novembro de 2015

domingo, 25 de outubro de 2015

Damian Heredia, mais um lobo vestido de ovelha


Apesar das coisas interessantes que este naturopata adventista diz, os simbolos que faz com as mãos atestam a sua ligação com Roma, e que é mais um infiltrado com objectivos bem determinados de enganar, e destruir o rebanho, preparando o caminho para a lei dominical.


À semelhança de Hugo Gambetta, Walter Veith, Jim Honhberger, e tantos outros que por aí se apresentam com aparência de ovelhas, mas são lobos devoradores, os símbolos feitos com as mãos são para nós um claro sinal a que senhor eles servem. As imagens seguintes demonstram nitidamente que Damian Heredia é um jesuíta ao serviço de Roma.


quinta-feira, 1 de outubro de 2015

SATANÁS IMITA A SEGUNDA VINDA DE YAHUSHUA AINDA ANTES DA LEI DOMINICAL

Leiam com atenção...
À Lei e ao Testemunho!: Alerta! - SATANÁS APARECE como benfeitor da humanidade, AINDA ANTES da lei dominical.


Satan imitates the Second Coming of Yahushua even before the Sunday law. Read carefully the chapter 36 of "The Great Controversy" (The coming conflict).




sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Walter Weith, um profeta ao serviço de Roma



Walter Weith, declara-se ao serviço de Roma ao fazer símbolos maçónicos em público,  especificamente no momento anterior à oração, durante um encontro de missionários voluntários no Brasil, no passado mês de Julho.



Walter Weith, fala mais de Roma e do seu reino do que do reino do Altíssimo. No meio de tanto conhecimento, não discerniu, ou melhor não quer dicernir o erro da trindade, que nega tanto o Pai como o Filho, ponto assente no ecumenismo. Declara-se um fundamentalista, achando-se fiel à Bíblia,  mas na verdade o é a Roma, ou seja ao Papa. Distrai as multidões da verdade presente, e prepara-as para Malta, isto é,  para que sejam súbditos do Papa.

O título de sua pregações,  "De Creta a Malta", é um engano bem montado e literal. O objectivo é esse mesmo, por meio de astuciosa linguagem,  levar jovens sinceros e desprevenidos para as fileiras de Roma. Ele sabe bem que enquanto os adventistas acreditarem na trindade continuarão a pertencer a Roma, digam o que disserem, saibam o que saibam.

Na parte final da primeira destas pregações,  o maçon Walter Weith deu-se a conhecer pelos símbolos maçónicos que fez, nomeadamente o de juntar os dedos indicador e médio, e encolher os restantes,  tal como os papas, etc., e metê-los dentro da manga da camisa, simbolo feito por alguns maçons,  em que ocultam os dedos ou a mão através do vestuário.

Seguidamente, apresento as imagens que comprovam o que estou a dizer:


sábado, 22 de agosto de 2015

Não a levaria algum anjo bom ao amor do Salvador?

"Aos que recusam os preciosos raios da luz que haviam de iluminar as trevas, os mistérios da Palavra de Deus permanecerão para sempre mistérios. Deles é oculta a verdade. Caminham cegamente, e ignoram a ruína que se acha perante eles."O Desejado de Todas as Nações, págs. 554, 561, 562.

Se para aqueles que recusam os preciosos raios de luz divina, os mistérios da Palavra do Altíssimo permanecerão para sempre mistérios, o contrário se verifica também. Ou seja, aqueles que recebem os preciosos raios de luz divina, hão de ver desvanecidos todos os mistérios da Palavra do Altíssimo.

"Quando o Sol, em declínio rápido se ocultasse no céu ocidental, terminaria o dia de graça de Jerusalém. Quando a comitiva se detinha no cimo do Olivete, não era ainda demasiado tarde para Jerusalém se arrepender. O anjo da misericórdia dobrava então as asas para descer do áureo trono, a fim de dar lugar à justiça e ao juízo prestes a vir. Mas o grande coração amorável de Cristo intercedia ainda por Jerusalém, que Lhe escarnecera as misericórdias, desprezando as advertências, e estava a ponto de mergulhar as mãos em Seu sangue. Se tão-somente Jerusalém se arrependesse, não seria ainda demasiado tarde. Enquanto os derradeiros raios do Sol poente pairavam sobre o templo, as torres e cúpulas, não a levaria algum anjo bom ao amor do Salvador, desviando-lhe a condenação? Formosa e ímpia cidade, que apedrejara os profetas, que rejeitara o Filho de Deus, que por sua impenitência se prendia em cadeias de servidão - seu dia de graça estava quase passado!"

"Em todos os séculos se concede aos homens seu período de luz e privilégios, um tempo de prova, em que se podem reconciliar com Deus. Há, porém, um limite a essa graça. A misericórdia pode interceder por anos e ser negligenciada e rejeitada; vem, porém, o tempo em que essa misericórdia faz sua derradeira súplica. O coração torna-se tão endurecido que cessa de atender ao Espírito Santo de Deus. Então a suave, atraente voz não mais suplica ao pecador, e cessam as reprovações e advertências.

Chegara aquele dia para Jerusalém. Jesus chorou em agonia sobre a condenada cidade, mas não a podia livrar. Esgotaria todos os recursos. Rejeitando o Espírito de Deus, Israel rejeitara o único meio de auxílio. Nenhum outro poder havia pelo qual pudesse ser libertado."

"Aos que recusam os preciosos raios da luz que haviam de iluminar as trevas, os mistérios da Palavra de Deus permanecerão para sempre mistérios. Deles é oculta a verdade. Caminham cegamente, e ignoram a ruína que se acha perante eles."O Desejado de Todas as Nações, págs. 554, 561, 562.

Acho a primeira frase deste  último parágrafo maravilhosa, pois se para aqueles que recusam os preciosos raios de luz divina, os mistérios da Palavra do Altíssimo permanecerão para sempre mistérios, o contrário se verifica também. Ou seja, aqueles que recebem os preciosos raios de luz divina, hão de ver desvanecidos todos os mistérios da Palavra do Altíssimo.

Não faria sentido irmos para a pátria celeste sem termos compreendido toda a Bíblia, e segundo entendo o livro sagrado apenas nos será util enquanto aqui estivermos, pois não o poderemos levar connosco.

Sendo assim creio que o povo remanescente será esclarecido em tudo que importa ser esclarecido no que respeita à verdade. Mesmo sabendo que o Espírito Santo do Altíssimo é um mistério para nós,  ou pelos menos em parte, pois há muitos detalhes a respeito do tema que estão revelados, devemos estudar e meditar neste tema, procurando a luz divina.

Ao estudar a Bíblia e os livros de Ellen White,  procuro entender com clareza este assunto. Ao estudar as frases menciodas anteriormente encontrei para mim esclarecimento sobre este tema. O contexto são os últimos dias da vida de Yahushua, nomeadamente a Sua entrada triunfal na cidade santa, e a condenação da mesma.

É muito curiosa a interrogação de Ellen White: "Enquanto os derradeiros raios do Sol poente pairavam sobre o templo, as torres e cúpulas, não a levaria algum anjo bom ao amor do Salvador, desviando-lhe a condenação?". Ou seja, dá a entender que esse era o último recurso da parte do Altíssimo para poder convencer ou converter aquela cidade.

Vamos então comparar esta frase com uma outra do mesmo capítulo: "Rejeitando o Espírito de Deus, Israel rejeitara o único meio de auxílio. Nenhum outro poder havia pelo qual pudesse ser libertado."

Se para Ellen White esse "único meio de auxílio", esse "poder", o Espírito do Altíssimo, fosse uma terceira pessoa tal e qual o Pai e o Filho como muitos afirmam, ela estaria a contradizer-se e a rebaixá-la. Ela foi muito clara. Um anjo bom era o último recurso!

Não uma terceira pessoa Espírito Santo. Um anjo bom enviado da parte do Pai, um espírito santo, um espírito ministrador, um espírito bom, cheio do Espírito santo do Altíssimo, cheio do poder do Altíssimo, cheio da Sua autoridade, era nesse instante "o único meio de auxílio" para Israel!

Porquê? Porque depois do Salvador ser rejeitado, do Pai ser rejeitado, dos discípulos serem rejeitados, o Espírito Santo, o poder do Altíssimo através dos anjos era a única possibilidade, e mais nenhuma havia. Aquela voz, aqueles gemidos inexprimíveis, na nossa consciência em todo o tempo e lugar, desde a nossa infância até morrermos, se não nos tornarmos cauterizados, completamente endurecidos. Por isso o pecado contra o Espírito Santo não tem perdão!

Acredito que não um anjo bom, mas muitos anjos bons, procuraram com gemidos inexprimíveis interceder pela cidade de Yahuhshalaym, antes que o sol se pussesse no horizonte, antes que o anjo da misericórdia descesse do céu para executar o juízo da cidade santa.

Espero que este artigo e outros que tenho escrito possam ajudar muitos adventistas do sétimo dia, e não só,  a abandonar o grande engano de Roma, a trindade, antes que se ponha o sol definitivamente para o professo povo do Altíssimo, e finalmente para todo o  mundo.

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Onde Estão os Ossos dos Gigantes Referidos na Bíblia?


Os ossos de dinossauros estão em exposição, e fala-se deles, mas e os ossos dos gigantes, onde é que estão, e porque é que não estão à vista do povo? Porventura têm os evolucionistas medo deles, ou têm receio de que sua fraca teoria caia por terra?!

"Pretendem geólogos achar prova na própria Terra de que ela é muitíssimo mais velha do que ensina o registro mosaico. Ossos de homens e animais, bem como instrumentos de guerra, árvores petrificadas, etc., muito maiores do que qualquer que hoje exista, ou que tenha existido durante milhares de anos, foram descobertos, e disto conclui-se que a Terra foi povoada muito tempo antes da era referida no registro da criação, e por uma raça de seres grandemente superiores em tamanho a quaisquer homens que hoje vivam. Tal raciocínio tem levado muitos crentes professos na Bíblia a adotar a opinião de que os dias da criação foram períodos vastos, indefinidos.

(...) Nos dias de Noé, homens, animais e árvores, muitas vezes maiores do que os que hoje existem, foram sepultados, e assim conservados, como prova para as gerações posteriores de que os antediluvianos pereceram por um dilúvio. Era o desígnio de Deus que a descoberta destas coisas estabelecesse fé na história inspirada, mas os homens, com seus vãos raciocínios, caem no mesmo erro em que caiu o povo anterior ao dilúvio - as coisas que Deus lhes dera como benefício, mudam eles em maldição, fazendo delas mau uso." Patriarcas e Profetas, pág. 112, ( A semana literal).

Portanto, não restam dúvidas,  Ellen White afirmou, que no seu tempo "ossos de homens e animais, bem como instrumentos de guerra, árvores petrificadas,  etc.,  muito maiores" do que os que existiram no seu tempo e durante uma grande parte da história da terra, "foram encontrados".

Vários jornais antigos dos Estados Unidos comprovam esta afirmação. O relato bíblico (Gén. 6:4; Dt. 1:28) faz referência a estes gigantes, o que comprova a sua veracidade!

Os ossos de dinossauros estão em exposição, e fala-se deles, mas e os ossos dos gigantes, onde é que estão, e porque é que não estão à vista do povo? Porventura têm os evolucionistas medo deles, ou têm receio de que sua fraca teoria caia por terra?!

Isto para não falar da fraqueza e insensatez do sistema educativo da maior parte do mundo, obrigando crianças e jovens a crer que vieram de macacos e promovendo o ateísmo e a imoralidade. A ditadura evolucionista tem o apoio dos governos e órgãos ligados à educação e protecção das crianças e jovens. Isto é verdadeiro fanatismo e fundamentalismo!

Quero partilhar alguns links da internet onde poderão comprovar a descoberta e a existência destes ossos. Existe mesmo um museu na Suíça que faz referência aos gigantes, tendo em exposição um esqueleto gigante:



http://bibleetdecouvertes.free.fr/textes/geants1.htm

http://www.jasoncolavito.com/newspaper-accounts-of-giants.html

https://bookofresearch.wordpress.com/2015/02/18/giants-truth-or-myth-news-articles-about-giants-published-in-the-1800s-and-early-1900s/

Na verdade, os ossos encontrados demonstram que o homem não evoluiu mas regrediu, o que contraria abertamente a teoria evolucionista!


terça-feira, 26 de maio de 2015

Sob a Influência dos Anjos Celestiais

"(Yahushua) Foi muitas vezes magoado, porque não Lhe dispensavam aquilo que deles deveria ter recebido. Sabia que, estivessem sob a influência dos anjos celestiais que O acompanhavam, também haviam de considerar que nenhuma dádiva era de suficiente valor para exprimir o espiritual afeto do coração." O Desejado de Todas as Nações, pág. 538.

Interessante frase que quero partilhar  neste dia em que celebramos o dia de pentecostes. Os discípulos não souberam apreciar devidamente a oferta de Miriam Madalena, tal como o fez Yahushua. Isto porque não estavam sob a influência dos anjos que rodeavam o Salvador.

Procuremos receber esta santa influência celestial, o Espírito Santo do Altíssimo,  partilhado e derramado pelos santos anjos, e como Miriam dispormos o nosso coração numa entrega completa ao Salvador.

sábado, 23 de maio de 2015

Mãos Criminosas Alteraram os Escritos de Ellen White - para impressão

Livrete de 75 páginas, em formato A4, pronto para imprimir.
A série de temas aqui abordados faz parte de um artigo que publiquei neste blogue há alguns anos atrás. Para melhor aproveitamento do leitor, melhorei a apresentação do mesmo, tendo nalguns casos resumido algumas coisas ou acrescentado outras que me pareceram importantes.

Se alguém estiver interessado, pode pedir o pdf por email.


A ansiedade é cega, e não pode discernir o futuro; mas o Filho do Altíssimo vê o fim desde o começo. Em toda dificuldade tem Ele um caminho preparado para trazer alívio. Nosso Pai celestial tem mil modos de providenciar em nosso favor, modos de que nada sabemos. Os que aceitam como único princípio tornar o serviço e a honra do Altíssimo o supremo objetivo, hão de ver desvanecidas as perplexidades, e uma estrada plana diante de seus pés. (DTN, pág. 273).


"Conquanto Yahuh possa ser justo, e contudo justifique o pecador pelos méritos de Seu Filho, nenhum homem pode trajar-se com os vestidos da justiça de Yahushua, enquanto praticar pecados conhecidos ou negligenciar deveres conhecidos. O Altíssimo requer a completa entrega do coração, antes que a justificação tenha lugar; e a fim de o homem reter a justificação, deve haver contínua obediência, mediante fé viva e ativa que opera por amor e purifica a alma." - Review and Herald, 4 de novembro de 1890.







Os profetas e os apóstolos não aperfeiçoaram o carácter cristão por um milagre. Eles usaram os meios que YAHUH colocou ao seu alcance, e todos os que empreenderem um esforço semelhante assegurarão um resultado semelhante. (Spirit of Prophecy, vol. IV, cap. 22, pág. 305).


Precisam-se...

"A maior necessidade do mundo é a de homens - homens que se não comprem nem se vendam; homens que no íntimo da alma sejam verdadeiros e honestos; homens que não temam chamar o pecado pelo seu nome exato; homens, cuja consciência seja tão fiel ao dever como a bússola o é ao pólo; homens que permaneçam firmes pelo que é reto, ainda que caiam os céus."


Ellen White, Educação, pág. 57.




É intuito do Pai Celeste preservar entre os homens, mediante a observância do sábado, o conhecimento de Si mesmo. Seu desejo é que o sábado nos aponte a Ele como o único Soberano verdadeiro, e pelo conhecimento dEle possamos ter vida e paz. Ellen G. White, 3 TS, 16 (1900), Eventos Finais, 68.